Produção Compensados Grupo Ciprandi

Recomendações de uso, armazenamento e conservação das chapas

Os produtos do Grupo Ciprandi são fabricados com alto padrão e rígido controle de qualidade. A garantia de satisfação de clientes e colaboradores começa pelo cuidado total com a matéria-prima, tratamento da madeira em todos os estágios do processo de produção e fabricação de um produto final já reconhecido no mercado.

A produção consiste na utilização de lâminas torneadas secas de madeiras. O processo inicia com matéria-prima de qualidade e procedência segura, vinda de áreas de replantio administradas pela própria empresa. Depois de selecionadas, as árvores são transformadas em toras que, posteriormente, passam por uma fase de secagem. Das toras são produzidas as lâminas que só viram compensados após etapas de colagem e prensagem. O acabamento fica por conta de uma série de ações como esquadrejamento, reparos e lixamento.

Processo de produção em etapas
  1. Cozimento das Toras - Este processo é responsável por deixar as fibras da madeira mais flexíveis e resistentes. É a temperatura e o tempo de cozimento que definem a qualidade da lâmina.
  2. Laminação - As toras já cozidas são passadas pelo torno, equipamento utilizado para o corte da madeira em lâminas.
  3. Corte das Lâminas - O próximo estágio é cortar as lâminas em medidas especificas para cada tipo de chapa com o auxílio de uma guilhotina.
  4. Secagem - É o momento em que as lâminas são secas por cerca de 20 minutos para que fiquem com menos água. A intenção é tirar a umidade da madeira para que o acúmulo de água não venha prejudicar a confecção de determinados produtos como painéis, já que muita umidade danifica o adesivo.
  5. Colagem - Nesta etapa a lâmina recebe cola e/ou resina. As principais matérias-primas utilizadas no processo de colagem são:
    • Resinas Fenólicas/WBP e Resinas UF/MR;
    • Extensores;
    • Águas: Ajusta a viscosidade da cola pronta;
    • Imunizantes: conferem proteção contra a deterioração por insetos, fungos, entre outros;
    • Catalisador.
  6. Montagem - O compensado é formado por várias camadas, uma sobreposta a outra.
  7. Assemblagem - Leva de 40 minutos a 12 horas e consiste no tempo de descanso dos compensados após a montagem, necessário para que a cola seja absorvida pelas lâminas.
  8. Pré-prensagem - É a prensagem a frio dos painéis logo após a montagem, para a transferência da cola dos miolos.
  9. Prensagem - Nesta fase a prensagem é quente por meio de prensas a vapor.
  10. Emassamento - Utilização de massa ou reparadores sintéticos para reparos de pequenos defeitos nas chapas.
  11. Usinagem - As lâminas são passadas pela máquina esquadrejadeira e, portanto, recebem os acabamentos laterais.
  12. Lixamento - Processo que tem o objetivo de alisar as faces das chapas.
  13. Acabamento - É quando aplica-se gesso para a cobertura de possíveis defeitos e reparos de nós e rachaduras.
  14. Embalagem - Depois de prontos, os compensados seguem para a finalização do acabamento e, enfim, são embalados com todo o cuidado para evitar umidade ou danificações.